Está a circular nas redes sociais um novo meme com origem na página "Direita Política". Baseia-se nas imagens de Pablo Iglesias, líder do partido espanhol Podemos (entretanto rebaptizado como Juntas Podemos), ao lado de Marisa Matias e Catarina Martins, eurodeputada e líder do BE, respetivamente. E difunde a seguinte mensagem: "Candidatos do partido de esquerda radical de Pablo Iglesias detidos por produzirem droga".

O meme está integrado numa publicação que já acumula centenas de partilhas e tem o seguinte título: "Extremistas do Podemos detidos por produzirem droga". No respetivo texto indica-se que "Rocío Pérez Trueba e Jacob San Emeterio, candidatos do partido de esquerda radical Podemos, foram detidos esta sexta-feira em Cantábria, no norte de Espanha. Em causa está uma instalação onde os políticos cultivavam mais de 500 plantas de droga, neste caso marijuana".

Esta história é verdadeira? Verificação de factos, a pedido de vários leitores do Polígrafo.

A publicação em análise consiste na cópia de um artigo publicado no jornal "Sol" (edição online), na sexta-feira, dia 17 de maio. "Candidatos do Podemos detidos por produção ilegal de canábis. Políticos espanhóis foram acusados dos crimes de atentado à saúde pública e de uso ilegal de canábis", lê-se no título e subtítulo do artigo.

"Rocío Pérez Trueba e Jacob san Emeterio, candidatos autárquicos do partido espanhol Podemos, foram detidos esta sexta-feira em Cantábria, no norte de Espanha. Em causa está uma instalação onde os políticos cultivavam ilegalmente mais de 500 plantas de marijuana. Os políticos foram detidos, tal como foi noticiado pelo El Español, tendo em sua posse dois quilos de marijuana seca", informa o mesmo artigo.

"As autoridades iniciaram a investigação em janeiro, na sequência de denúncias recebidas acerca da utilização de uma vivenda, na cidade de Ampuero, para fins dúbios. Pérez Trueba e Emeterio, que estavam na corrida as autárquicas do próximo dia 26 de maio, renunciaram aos cargos para não prejudicar a imagem do Podemos. Os antigos candidatos foram acusados de crimes contra a saúde pública e de fraude relacionada com o uso ilegal de uma rede elétrica existente na instalação anteriormente mencionada", conclui.

Esta informação também pode ser confirmada em vários meios de comunicação social espanhóis. Os referidos candidatos autárquicos do partido Juntas Podemos foram mesmo detidos pelas autoridades, sob suspeita de produção ilegal de marijuana. Não há dúvidas quanto à veracidade da publicação em análise.

Já a instrumentalização política que é feita dessa informação verdadeira (associando Iglesias a Matias e Martins, no âmbito de um caso relativamente ao qual são totalmente alheias), importa salientar que não se enquadra no perímetro de fact-checking.

Avaliação do Polígrafo:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro