Numa publicação no Facebook, o candidato do partido Iniciativa Liberal (IL) à Câmara Municipal de Almada (CMA) é acusado de ser "contra o funcionamento da creche que acolhe os filhos dos trabalhadores da Câmara Municipal, SMAS [Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Almada] e ECALMA [Empresa Municipal de Estacionamento e Circulação de Almada]".

"Caso seja eleito, manda para o desemprego 37 funcionários e as 154 crianças ficam sem um lugar para os receber, enquanto os pais estão a trabalhar", conclui-se no post.

Confirma-se?

Não. Aliás, no dia 27 de maio, o núcleo da IL em Almada publicou um comunicado na página oficial do Facebook a desmentir estas alegações.

Na nota pode ler-se que "as afirmações imputadas ao candidato da Iniciativa Liberal à Câmara de Almada são falsas" e que a publicação em causa constitui "uma prática condenável de disseminação de fake news".

Nos comentários ao comunicado, o visado Bruno Coimbra declara que estará "sempre disponível para fazer política de verdade e com a honestidade que me caracteriza" e que a IL - Almada está ao dispor "para dialogar e nunca para denegrir projetos, pessoas ou entidades".

A publicação falsa terá tido origem numa publicação na página do núcleo, datada de 25 de maio, sobre o facto de a creche e jardim de infância 1º de maio, em Almada, estar "apenas disponível a funcionários da própria Câmara Municipal, SMAS e Ecalma". No post, o partido sublinhou que o acesso ao estabelecimento deveria ser para todos e não só para os funcionários dessas instituições.

"A Iniciativa Liberal rejeita viver numa sociedade de castas, onde alguns têm direito a saúde (exemplo ADSE) e educação (creches e residências estudantis) e outros fiquem reféns de lista de espera. Não temos palas ideológicas, é preciso mais oferta a nível de creche, sejam elas públicas ou privadas, têm é que ser para todos, não apenas para alguns", destaca-se no texto.

Em suma, é falso que o candidato da Iniciativa Liberal à Câmara Municipal de Almada seja contra o funcionamento da creche que recebe os filhos dos trabalhadores da Câmara Municipal e de outros organismos da autarquia. O núcleo da IL para Almada defende, pelo contrário, que a creche devia estar aberta a todos.

__________________________________________

Avaliação do Polígrafo:

Assina a Pinóquio

Fica a par de todos os fact-checks com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Recebe os nossos alertas

Subscreve as notificações do Polígrafo e recebe todos os nossos fact-checks no momento!

Em nome da verdade

Segue o Polígrafo nas redes sociais. Pesquisa #jornalpoligrafo para encontrares as nossas publicações.
Falso
International Fact-Checking Network