"PCP/CDU aprova concessão definitiva para aumento do estacionamento pago em Setúbal, para os próximos 40 anos", destaca-se no post de 18 de fevereiro na página do PS Setúbal, exibindo um mapa com as novas zonas de estacionamento pago na cidade e realçando que "PS vota contra".

Esta publicação foi denunciada no Facebook como sendo falsa ou enganadora. Confirma-se?

Questionada Polígrafo, fonte oficial do gabinete da Presidência da Câmara Municipal de Setúbal explica que "a implementação dos lugares de estacionamento previstos neste concurso será faseada, de acordo com a tabela abaixo reproduzida, e que consta do caderno de encargos deste concurso, apenas nas vias indicadas, e não em toda a área das manchas coloridas apresentadas no mapa da publicação em causa, que induz o leitor em erro, pois transmite a ideia de que o estacionamento será pago em todas as vias daquelas zonas".

Na tabela enviada ao Polígrafo confirmam-se os números indicados na publicação sob análise. No total, ao longo de cinco anos vão ser instalados mais 6.813 lugares de estacionamento tarifados. Logo no primeiro ano serão criados mais 1.997 lugares tarifados, seguindo-se 1.576 no segundo ano, 1.036 no terceiro ano, 1.291 no quarto ano e 913 no quinto ano. Em conjunto com os 1.487 já existentes, perfazem um total de 8.300 no final do processo.

De acordo com a resposta enviada ao Polígrafo, "a Câmara Municipal de Setúbal aprovou ontem [ndr: 17 de fevereiro], em reunião pública, a adjudicação da construção de dois parques de estacionamento subterrâneo na Avenida Luísa Todi e a concessão da exploração do estacionamento tarifado de superfície na cidade".

"A deliberação resulta da conclusão de um concurso público lançado pela autarquia, o qual foi adjudicado à Datarede - Sistemas de Dados e Comunicações, empresa que apresentou a proposta economicamente mais vantajosa definida no programa do procedimento 'Concessão da Gestão, Exploração, Manutenção e Fiscalização de Lugares de Estacionamento Pago na Via Pública à Superfície na Cidade de Setúbal e Constituição do Direito de Superfície em Subsolo para a Concepção, Construção em Exploração de dois Parques de Estacionamento no Subsolo na Cidade de Setúbal'", informa.

"A contrapartida é o pagamento de 4 milhões e 999 mil euros, acrescidos de IVA, o que corresponde ao valor da renda pela concessão da exploração pelo período de 40 anos, prazo improrrogável", conclui.

Além dos três vereadores do PS, também o único vereador do PSD, Nuno Carvalho, votou contra a decisão.

No global, a informação difundida no post é verdadeira, mas importa ter em atenção que as manchas coloridas apresentadas no mapa podem induzir em erro, na medida em que o estacionamento não será pago "em todas as vias daquelas zonas".

__________________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebookeste conteúdo é:

Verdadeiro: as principais alegações do conteúdo são factualmente precisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Verdadeiro" ou "Maioritariamente Verdadeiro" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafoeste conteúdo é:

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro, mas...
International Fact-Checking Network