“A Câmara Municipal de Portimão gastou 350 mil euros em festas. Em causa, estão as iniciativas de animação durante a realização do Mundial de Formula 1 e do MotoGP, cujas provas são disputadas no Autódromo Internacional do Algarve, durante um mês”, lê-se na alegação que tem circulado na Internet e na qual se critica o montante elevado alegadamente investido pelo município liderado pela socialista Isilda Gomes.

F1 Portimão

Nas críticas que têm sido publicadas também se questiona o facto de a autarquia ter decidido organizar eventos de massas numa altura crítica da pandemia de Covid-19.

É verdade que a Câmara de Portimão investiu 350 mil euros em festas relativas à realização das provas de Fórmula 1 e Moto GP? Verificação de factos. 

Uma consulta ao Portal Base, no qual a administração pública está obrigada a registar todos os negócios superiores a 5 mil euros, permite verificar que o município de Portimão celebrou um contrato por ajuste direto com a empresa MOT — Espetáculos e Entretenimento, para a “aquisição de serviços de dinamização da cidade”, pelo valor de 350 mil euros mais IVA, o que totaliza 430.500 euros. O contrato teve início a 1 de outubro e mantém-se em vigor até ao dia 6 de janeiro de 2021. Porém, não explica que “serviços de dinamização da cidade” foram contratados.

Ao Polígrafo, a Câmara Municipal de Portimão garantiu que o negócio não foi feito apenas no âmbito da Fórmula 1 e do MotoGP: “O município contratou à empresa MOT um conjunto de serviços de animação e dinamização de diversas zonas da cidade, para três períodos temporais específicos, de forma a potenciar a realização em Portimão dos eventos Grande Prémio de Portugal de Fórmula 1 e MotoGP, e aproveitar a estrutura logística, entretanto instalada, para garantir a animação e dinamização da cidade na tradicional quadra natalícia.

Ou seja, o valor investido está relacionado com o pagamento de atividades relacionadas com a Fórmula 1, que teve lugar entre 16 e 25 de outubro, com o MotoGP, que vai acontecer entre os dias 13 e 22 de novembro, e também com as animações de Natal na cidade, entre os dia 1 de dezembro e 6 de janeiro.

A proposta da empresa contratada, documento a que o Polígrafo teve acesso, comprova que vão ser prestados múltiplos serviços no âmbito destes eventos, que passam pela criação de identidade gráfica para as iniciativas, publicidade ou criação de espaços com atividades musicais e gastronómicas. É esta empresa igualmente que vai assegurar o fornecimento e instalação de todas as estruturas de som e eletricidade necessárias às atividades, como ecrãs gigantes para que as pessoas sem bilhete para o autódromo possam assistir às provas. 

Além disso, no mesmo contrato, ficou definido que a empresa escolhida pelo executivo autárquico vai construir uma cidade do Natal em Portimão, estando prevista a instalação de um presépio em tamanho real, de uma tenda, de uma pista de gelo, de um canhão de neve e até de uma casa do Pai Natal.

Natal em Portimão

Relativamente à realização de eventos numa fase crítica da crise de saúde pública provocada pelo novo coronavírus, Isilda Gomes garantiu que em todos eles “há o cumprimento das regras determinadas pela Direção-Geral da Saúde”, como disse ao “Portimão Jornal”.

Em suma, é verdadeiro que a Câmara Municipal de Portimão vai gastar 350 mil euros em atividades de animação, na cidade, associadas à Fórmula1 e ao MotoGP. Porém, o valor em causa também vai pagar a instalação de uma cidade Natal, chamada “Portimão — Sonho de Natal”. 

____________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebookeste conteúdo é:

Verdadeiro: as principais alegações do conteúdo são factualmente precisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Verdadeiro" ou "Maioritariamente Verdadeiro" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafoeste conteúdo é:

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro, mas...
International Fact-Checking Network