"Só mesmo um idiota em Lisboa pode achar boa ideia arrancar árvores para plantar ciclovias", destaca-se no topo da publicação, de 24 de fevereiro.

Depois aparecem as duas imagens de uma rua no centro de Lisboa: antes, com árvores e passeio; depois, sem árvores e com ciclovia por cima do passeio.

Respondendo à solicitação de vários leitores, o Polígrafo verifica.

Começando pela localização geográfica das imagens, trata-se da rua Infante D. Pedro, na freguesia de Alvalade, Lisboa, como pode conferir na aplicação Google Maps.

Questionada pelo Polígrafo, fonte oficial da Junta de Freguesia de Alvalade explica que a intervenção em causa foi realizada pela Câmara Municipal de Lisboa, tendo ficado concluída em 2015.

"Tratou-se de uma requalificação do espaço público que abrangeu uma área de dimensão considerável, que se estende desde a interseção com a avenida de Roma até à zona de impasse da travessa Henrique Cardoso e rua de Entrecampos, e que permitiu uma melhoria das condições de circulação pedonal e ainda a implementação de uma praça com zona de estadia", descreve.

A mesma fonte sublinha que "foi igualmente reorganizado todo o estacionamento, eliminando uma zona expectante, bastante degradada, usada para estacionamento selvagem, e permitindo finalmente fazer a ligação à travessa Henrique Cardoso". Mais, "foi criada uma passagem pedonal, pela remoção de um escombro, que veio ligar a travessa Henrique Cardoso à rua Infante Dom Pedro".

A intervenção possibilitou "criar a ligação pedonal entre a totalidade da rua", além da "criação de uma ligação ciclável, essencial à data da intervenção, interligando a zona de Entrecampos à avenida de Roma e posteriormente à avenida Gago Coutinho".

"A solução encontrada para a criação da ciclovia veio permitir uma melhoria global de mobilidade naquela zona, seja rodoviária, seja ciclável, seja ao nível pedonal. Relativamente às nove árvores indicadas na fotografia, esta empreitada trouxe 29 novas árvores a esta zona, pelo que temos um balanço positivo de mais 20 árvores no local. Considera-se assim que, embora a imagem possa ser real, ignora por completo os impactos positivos acima descritos, deturpando a realidade e os benefícios desta intervenção no espaço público que pode e deve ser olhada como um todo", conclui.

Em suma, as imagens são reais e confirma-se que foram arrancadas nove árvores naquele local, para instalar uma ciclovia. No entanto, o processo mais amplo de requalificação da zona originou a plantação de 29 novas árvores, segundo informa a Junta de Freguesia de Alvalade. Outro elemento a ter em conta é que esta intervenção foi realizada em 2015, há cerca de seis anos.

__________________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebookeste conteúdo é:

Verdadeiro: as principais alegações do conteúdo são factualmente precisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Verdadeiro" ou "Maioritariamente Verdadeiro" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafoeste conteúdo é:

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro, mas...
International Fact-Checking Network