Numa imagem partilhada no Facebook alega-se que o preço de uma garrafa de gás em Portugal é o dobro daquilo que se paga em Espanha pelo mesmo produtor. Os portugueses, de acordo com a publicação, pagam 26 euros por uma botija de gás, mas do outro lado da fronteira esta custa apenas 13 euros.

Também os preços do gasóleo e da gasolina são mais altos em Portugal do que em Espanha, segundo o autor da publicação. Nos postos de abastecimento portugueses o gasóleo está a 1,48 euros por litro e o mesmo litro de gasolina custa 1,63 euros. Em Espanha está a 1,17 euros e 1,19 euros por litro, respetivamente.

"Por isto ninguém sai à rua a buzinar", critica-se. Mas os valores indicados estão corretos e atualizados?

De acordo com a informação disponível na plataforma "Poupe na Botija", da Deco Proteste, o preço médio de uma garrafa de butano de 13 quilogramas no último trimestre em Portugal cifra-se em 25,13 euros. Uma garrafa de propano de 11 quilogramas custa em média 25 euros e uma de 45 quilogramas chega aos 86,62 euros.

Já em território espanhol, de acordo com dados da Galp Energia, uma garrafa de butano de 12,5 quilogramas custa 13,30 euros, uma de propano de 11 quilogramas custa 11,71 euros e uma de 35 quilogramas custa 61,40 euros.

Relativamente aos outros combustíveis, de acordo com os dados compilados no Global Petrol Prices, portal especializado em combustíveis fósseis, no dia 22 de fevereiro de 2021, o preço do gasóleo e da gasolina por litro em Portugal era de 1,344 euros e 1,508 euros, respetivamente.

No mesmo dia e segundo a mesma fonte, o preço do gasóleo em Espanha fixava-se em 1,155 euros por litro, enquando o preço da gasolina era de 1,269 euros por litro.

Em Portugal, a carga fiscal tem um impacto elevado no preço dos combustíveis para o consumidor. Os combustíveis são taxados por via do Imposto sobre Produtos Petrolíferos (ISP), Taxa de Carbono, Contribuição Rodoviária e pelo IVA, como explica a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) na sua página.

Apesar das ligeiras diferenças nos valores, no global, a publicação em causa difunde informação verdadeira.

__________________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebookeste conteúdo é:

Verdadeiro: as principais alegações do conteúdo são factualmente precisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “verdadeiro” ou “maioritariamente verdadeiro” nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafoeste conteúdo é:

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro
International Fact-Checking Network