O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Bolsonaro aparece em destaque num vídeo da campanha presidencial de Trump em 2024?

Internacional
O que está em causa?
O ex-Presidente do Brasil está proibido de se candidatar a cargos políticos nos próximos oito anos, enquanto o ex-Presidente dos EUA lidera as sondagens para as eleições de 2024. Surgem juntos num vídeo de campanha que está a ser partilhado nas redes sociais?

O clip de vídeo está a ser difundido em várias redes sociais, do X/Twitter ao Instagram e Facebook, com a seguinte mensagem em destaque sobre as imagens: “Jair Bolsonaro aparece em vídeo da campanha presidencial Trump 2024.”

Ou seja, o ex-Presidente do Brasil (impedido de se candidatar a cargos políticos nos próximos oito anos, por decisão do Tribunal Superior Eleitoral) terá participado num vídeo da campanha em curso de Donald Trump que é recandidato à Presidência dos Estados Unidos da América (EUA) nas eleições agendadas para 5 de novembro de 2024.

As imagens retratam diversos momentos protagonizados por Trump em comícios de campanha e quando exercia o cargo de Presidente dos EUA (2017-2020), sobretudo em contexto de operações ou desfiles militares. No final do clip surge então Bolsonaro a apertar a mão de Trump, em frente da Casa Branca, aquando de uma visita oficial aos EUA do então Presidente do Brasil.

A maior parte das imagens do clip que está agora a ser partilhado nas redes sociais tem origem num vídeo publicado em 2020 na plataforma YouTube. É praticamente similar, mas no segmento final não aparecem as imagens de Bolsonaro com Trump.

Embora não fosse um vídeo oficial da campanha de Trump em 2020 (quando disputou a reeleição para a Presidência dos EUA, acabando por ser derrotado por Joe Biden, candidato do Partido Democrata), na altura foi partilhado no X/Twitter por Dan Scavino, então chefe de redes sociais da Casa Branca, e repartilhado pela conta do próprio Trump no dia 18 de julho de 2020.

Dois dias depois, porém, o vídeo foi desativado. As imagens eram acompanhadas por uma música original da banda Linkin Park, que denunciou a violação de direitos de autor, levando o X/Twitter a desativar essas partilhas, inclusive na conta de Trump.

Aliás, no dia 19 de julho de 2020, a banda Linkin Park avisou num tweet que “não apoia Trump, nem autoriza a sua organização a utilizar” as suas músicas.

Em suma, na versão que está a ser agora partilhada nas redes sociais, as imagens de Bolsonaro foram adicionadas ao vídeo original de 2020 que, de resto, não corresponde a um vídeo da campanha em curso de Trump para as eleições presidenciais de 2024 nos EUA.

De qualquer modo, Bolsonaro chegou a aparecer num vídeo da campanha de Trump em 2019, mas sem qualquer relação com este vídeo. Essa participação de Bolsonaro na propaganda de Trump foi reportada na altura por jornais brasileiros como “O Globo” e “Folha de S. Paulo“. Neste último caso, sublinhando que também Kim Jong-un, “Líder Supremo” da Coreia do Norte, surgia em destaque nas imagens.

________________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque