“Se a água gelada não o afetar na juventude, vai afetar na velhice.” É com base neste ditado popular que uma publicação viral afirma que beber água gelada causa graves problemas de saúde. O post alerta que “a água gelada fecha quatro veias do coração e causa ataque cardíaco”, “cria problemas no fígado” e “afeta as paredes do estômago” causando cancro tanto no estômago como nos intestinos.

Esta publicação é falsa e não existem quaisquer estudos que relacionem o consumo de água gelada com qualquer dos problemas de saúde identificados. Este alerta já foi alvo de vários fact-checks mas continua a ser partilhado nas redes sociais.

Para descodificar esta publicação, o G1 falou com especialistas de nutrição, de cardiologia e de hepatologia para perceber se existia algum fundamento na informação difundida. Todos os profissionais de saúde garantiram tratar-se de uma informação falsa. A nutricionista Marisa Coutinho, que trabalha na Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, garante que “não existe nenhuma comprovação científica de que a água gelada provoque essas reações”.

Já o cardiologista Abrão Cury, médico no Hospital do Coração e docente na Universidade Federal de São Paulo explicou ao G1 que a “água muito gelada pode dar algum espasmo no estômago, algum desconforto na parede do estômago, mas a temperatura do corpo logo equilibra isso”. “Não causa cancro. O fígado nem sabe que está a beber água gelada. Também não tem nenhuma relação com o enfarte. A água gelada não causa gripe nem resfriado”, garantiu.

A água é um dos principais elementos da composição humana: cerca de 70% do nosso corpo é composto por este elemento. Segundo a organização mundial de saúde a “água é essencial para a vida”, no entanto perto de 30% da população mundial ainda não tem acesso a uma rede de água potável.

“É mais uma coisa sem sentido que se espalha na internet, não tem base nenhuma”, reforçou a hepatologista Edna Strauss, médica do Hospital do Coração e docente na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. E fundamentou: “À medida que a água gelada passou da garganta, vai descer pelo esófago. A quantidade que entra naquele tubo é pouca. É um riachinho. Quando ela passa pelo esófago, atinge a temperatura corpórea, que está em 36ºC, 37ºC. Então não tem como, não existe como, racionalmente, dizer que a água gelada possa chegar ao fígado”.

A qualidade da água potável em Portugal está a cima dos 99% na maioria dos concelhos.

A água é um dos principais elementos da composição humana: cerca de 70% do nosso corpo é composto por este elemento. Segundo a Organização Mundial de Saúde, a “água é essencial para a vida”, no entanto perto de 30% da população mundial ainda não tem acesso a uma rede de água potável.

A qualidade da água potável em Portugal está acima dos 99% na maioria dos concelhos, segundo dados disponibilizados pela Entidade Reguladora de Serviços de Água e Resíduos, referentes a 2017. Existem apenas dois municípios em que a percentagem de água segura não chega aos 95%: Sever do Vouga (Aveiro) com 93,76% e Trancoso (Guarda) com 94,16%.

Avaliação do Polígrafo:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Falso