Na publicação do Bloco de Esquerda que foi difundida através das respetivas páginas em várias redes sociais, nomeadamente no Facebook e no Twitter, no dia 13 de fevereiro, destaca-se a seguinte mensagem: "A eutanásia não te obriga a morrer. O aborto não te obriga a abortar. O divórcio não te obriga a divorciares-te. O casamento igualitário não te obriga a casar com uma pessoa LGBT. Os direitos não te obrigam a nada. As direitas, sim".

De acordo com a publicação do Chega, esse conteúdo de propaganda terá sido plagiado a partir de um tweet de 11 de fevereiro de Javier Gallego Crudo, com a seguinte mensagem em língua castelhana: "La eutanasia no te obliga a morir. El aborto no te obliga a abortar. El divorcio no te obliga a divorciarte. El matrimonio igualitario no te obliga a casarte com una persona homosexual. Los derechos no te obligan a nada. Las derechas, ".

O Polígrafo recebeu vários pedidos de verificação sobre estes conteúdos e confirmou que o tweet de Javier Gallego Crudo existe mesmo (pode conferir aqui) e foi publicado no dia 11 de fevereiro.

Ou seja, dois dias antes da publicação do Bloco de Esquerda que, de facto, replica a mesma mensagem, traduzida para a língua portuguesa, apenas com uma ligeira modificação ("persona homosexual" vs. "pessoa LGBT").

Conclui-se assim que a publicação sob análise difunde uma alegação verdadeira.

Avaliação do Polígrafo: 

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro
International Fact-Checking Network