A publicação exibe uma fotografia onde surgem o especialista em saúde pública Anthony Fauci, Barack Obama e uma mulher que não conseguimos identificar, aparentemente a escutarem as explicações de uma cientista, no interior de um laboratório. No texto descreve-se a imagem da seguinte forma: "Uma fotografia de 2015. Uma imagem com cinco anos. Laboratório chinês, em Wuhan. Barack Obama, Anthony Fauci e Melinda Gates visitam a ‘fábrica’ de vírus, provavelmente para verificar o progresso da investigação sobre coronavírus".

A denúncia prossegue alegando que, naquele ano, "Bill Gates disse que o perigo para a humanidade já não seria uma guerra, mas um vírus".

Verdade ou falsidade?

A fotografia é autêntica, como apurou recentemente a Maldita.es, plataforma espanhola de verificação de factos. Mas não foi captada nem em 2015, nem num laboratório da cidade chinesa de Wuhan, o epicentro da pandemia de Covid-19.

Na realidade, a imagem retrata uma visita de Barack Obama, então presidente dos EUA, ao Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas (NIAID) dos EUA, no dia 2 de dezembro de 2014. Tal como se comprova na página do NIAID na rede social Flickr, onde foi publicada a fotografia no centro da polémica.

Além disso, ao contrário do que se indica na publicação, a mulher que aparece na imagem ao lado de Anthony Fauci (diretor do NIAID) não é a esposa de Bill Gates, Melinda Gates. Trata-se, em bom rigor, de Sylvia Burwell, à época secretária de Estado da Saúde dos EUA. A identidade da ex-governante é confirmada também pela legenda da publicação do NIAID no Flickr: "A Dra. Nancy Sullivan, do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas, discute a investigação sobre o Ébola com o presidente Barack Obama, com o Dr. Anthony Fauci e com a secretária de Estado da Saúde Sylvia Burwell".

Em conclusão, é falsa a alegação de que, em 2015, Obama visitou um laboratório em Wuhan, na China, acompanhado por Anthony Fauci e Melinda Gates, para acompanhar as investigações sobre o novo coronavírus. A imagem é autêntica, mas retrata, na verdade, uma visita de Obama ao NIAID, em dezembro de 2014, a propósito das investigações ao Ébola.

_____________________________

Avaliação do Polígrafo:

Siga-nos na sua rede favorita.
Falso
International Fact-Checking Network