O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Autoridades de Espanha vão mudar sinal de trânsito para que seja rapariga a conduzir rapaz e não o inverso?

Sociedade
Este artigo tem mais de um ano
O que está em causa?
Em publicação no Facebook destaca-se que a Direção Geral de Tráfego em Espanha decidiu "trocar os sinais de trânsito", nomeadamente o que indica um lugar frequentado por crianças (escola, parque de jogos, etc.), porque "estavam muito ofendidos de o menino ir à frente, a levar a menina pela mão". Esta história é verdadeira?

Os maluquinhos do género já conseguiram em Espanha que a DGT fosse trocar os sinais de trânsito. Estavam muito ofendidos de o menino ir à frente, a levar a menina pela mão. Uma enorme ofensa! Imagine-se”, lê-se num post de 20 de novembro no Facebook, enviado ao Polígrafo para verificação de factos.

“Agora irão trocar e será a menina à frente, a levar o menino. Só acho estranho é haver menino e menina. Qualquer coisa errada não está bem”, conclui-se, numa publicação em que se exibe também uma imagem que ilustra a suposta mudança do sinal de trânsito.

O sinal em causa é o “P-21” – em Portugal, segundo o Código da Estrada , identifica-se como “A14” – e indica a existência ou a possibilidade de aparecimento de crianças. É um sinal de perigo habitualmente colocado nas proximidades de escolas, parques de jogos ou outros similares localizados junto a uma estrada.

Neste sinal surgem duas crianças, um rapaz e uma rapariga, sendo que o rapaz segue à frente com a rapariga pela mão. A suposta alteração trocaria os dois de lugar, passando a rapariga para a frente.

Vamos aos factos. É verdade que o Ministério do Interior e o Ministério dos Transportes, Mobilidade e Agenda Urbana de Espanha estão a trabalhar em várias alterações ao Regulamento Geral de Trânsito que incide sobre a sinalização rodoviária. Entre essas alterações está o sinal de perigo que avisa para a possível presença de crianças, mas essa alteração ainda não é certa.

Em publicação no Facebook destaca-se que "alunos e professores na escola pública podem escolher a casa-de-banho com que se identificam", na medida em que "o PS submeteu ao Parlamento o projeto-lei que pretende garantir aos alunos o direito ao uso da casa-de-banho segundo o género escolhido". O que está em causa?

A mudança faz parte de um projeto de atualização dos sinais verticais de trânsito, elaborado pelos referidos ministérios, ao qual a “Europa Press” teve acesso. Mas é apenas uma proposta que ainda está a ser analisada.

A agência de notícias espanhola informa que, no âmbito de questões de igualdade de género, também o sinal que indica uma zona pedonal poderá ser mudado, passando a ser “um homem a empurrar um carrinho de bebé, enquanto a mulher olha para o outro lado”. 

O projeto terá de ser estudado pela Direção Geral de Tráfego. Depois será discutido em Conselho de Ministros e só em caso de aprovação é que poderá entrar em vigor no início de 2023.

Na medida em que se trata de uma proposta, ainda em fase de estudo e sem qualquer garantia de vir a ser aprovada e implementada, optamos pela classificação de “Impreciso” numa publicação em que se apresenta esta mudança do sinal de trânsito como algo já concretizado.

____________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque