O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Ator do Hamas fingiu ser ferido grave de ataque israelita?

Guerra Israel-Hamas
O que está em causa?
“Um ator do Hamas finge ser vítima de um ataque aéreo israelita para provocar pena e conseguir mais financiamento: ele aparece numa cama de hospital e finge estar em estado crítico enquanto dois atores coadjuvantes seguram a sua mão”, destaca "tweet" de 25 de outubro. É verdade?

A narrativa corre em várias redes sociais (inclusive a conta oficial da rede X do Estado de Israel) e é suportada, sempre, por um vídeo de um rapaz, no hospital, em grande sofrimento, deitado numa maca e ligado a várias máquinas, e, em algumas contas, por um segundo vídeo, também de um jovem, a andar entre os escombros de uma cidade, presume-se que na Faixa de Gaza.

“Um ator do Hamas finge ser vítima de um ataque aéreo israelita para provocar pena e conseguir mais financiamento: ele aparece numa cama de hospital e finge estar em estado crítico enquanto dois atores coadjuvantes seguram a sua mão. Na verdade, o homem é um músico e ator do Hamas que já apareceu em diversos vídeos do grupo terrorista”, lê-se num dos vários “tweets” que circulam desde 25 de outubro.

[twitter url=”https://twitter.com/CapitanBitcoin/status/1717200419007402303″/]

O racional destas publicações: trata-se da mesma pessoa, do Hamas, que se mostra ao mundo como vítima (com gravidade) de Israel na guerra que reacendeu no último dia 7 de outubro, mas que afinal está bem de saúde e até caminha na rua a fazer vídeos para denunciar a destruição do território palestiniano.

O protagonista dos dois vídeos é, de facto, o mesmo?

Não. Através das ferramentas para rastreamento das imagens percebe-se, desde logo, que o vídeo do hospital não pôde ter sido realizado para ilustrar algum ataque israelita pós-7 de outubro, uma vez que já está online, pelo menos, desde o dia 31 de julho (no Facebook). Por outro lado, partindo da hashtag (#Nour_Shams_Camp_) associada ao vídeo publicado no TikTok, percebe-se que se trata de Mohammed Zadeek, um rapaz de 16 anos que, no dia 24 de julho, foi vítima do ataque de Israel ao campo de refugiados Nur Shams Camp, quando visitava o seu pai.

A ONG palestiniana International Solidarity Movement publicou um artigo sobre um dos quatro feridos, precisamente Mohammed Zadeek (que na altura referenciou como Mohamemed Zendiq). As imagens recolhidas para este artigo e o vídeo no hospital apresentam elementos comuns, que confirmam a veracidade do vídeo e da situação. Mohammed ficou internado até 21 de agosto e acabou mesmo por ter de ser amputado (perna) e, já na cadeira de rodas, aparece noutra publicação do TikTok em que está acompanhado por uma das duas pessoas que estão a ladeá-lo na maca do hospital, no que constitui outro elemento de validação da veracidade do que foi retratado no vídeo.

[widget-tiktok url=”https://www.tiktok.com/@esam_zandek/video/7274360550975360263″ /]

Por outro lado, a pesquisa reversa de imagens permitiu também chegar à origem do segundo vídeo, aquele que é realizado na rua, e ao seu autor: Saleh Aljafarawi. A análise de outros vídeos e publicações deste utilizador acaba também por desfazer a impressão de que se trata da mesma pessoa do primeiro vídeo, apesar de algumas semelhanças físicas. 

Assim, o vídeo em que um homem aparece deitado numa maca não é um embuste, tão pouco foi captado já depois do início do mais recente conflito militar. Corresponde mesmo a um dano físico sério provocado a Mohammed Zadeek, 16 anos, que teve uma perna amputada. Já o segundo vídeo, embora na Faixa de Gaza, foi feito por uma outra pessoa, Saleh Aljafarawi.

_____________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque