O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Árvores da principal avenida de Vila Real foram todas abatidas por causa de uma estátua?

Sociedade
Este artigo tem mais de um ano
O que está em causa?
Propagaram-se ontem nas redes sociais várias publicações com fotografias do abate de árvores na avenida Carvalho Araújo, em Vila Real, denunciando que terá sido efetuado para conceder um maior destaque visual à estátua do antigo oficial da Marinha que dá nome à avenida. “Elas [as árvores] escondem o nosso herói [Carvalho Araújo] que queremos destacar e evidenciar", terá justificado um vereador da Câmara Municipal de Vila Real. O abate ocorreu mesmo, confirmou o Polígrafo, mas será que foi esse o motivo da intervenção?

“De um crime! Dia de Reis, foram abatidas todas as árvores da avenida Carvalho Araújo em Vila Real!” Esta é a mensagem de uma das primeiras publicações no Facebook sobre o polémico abate de árvores em Vila Real, no dia 6 de janeiro de 2020.

“O ‘nosso herói’, nesta pertinente foto, parece estar crispado e indignado perante o genocídio a seus pés – oh, e se as estátuas pudessem falar! Segundo um vereador, abatem-se todas as árvores para dignificar onosso herói‘”, acrescenta-se noutra publicação, atribuindo também a seguinte citação a Carlos Silva, vereador na Câmara Municipal de Vila Real: “A avenida Carvalho Araújo manter-se-á como avenida (um espaço público central bordejado pelo seu característico casario) em que o nosso herói, do seu pedestal, contemplará os vilarealenses e os seus visitantes. Sim, esta intervenção não tocará no nosso herói. Esta intervenção irá dignificar o herói conferindo-lhe a importância que a história e os vilarealenses lhe reconhecem”.

Há mais publicações que veiculam a mesma informação, embora com variantes. E em alguns casos destaca-se uma suposta justificação dada pelo vereador Carlos Silva, através de um comunicado: “Elas [as árvores] escondem o nosso herói [Carvalho Araújo] que queremos destacar e evidenciar“.

Ora, confirma-se que as árvores da principal avenida de Vila Real foram todas abatidas por causa de uma estátua?

O abate ocorreu mesmo e as fotografias são verdadeiras, não é isso que está em causa nesta verificação de factos. Fonte oficial da Câmara Municipal de Vila Real (CMVR) confirmou ao Polígrafo que foram cortadas 57 árvores.

No entanto, a mesma fonte oficial assegura que serão plantadas 76 árvores no futuro próximo. E esclarece: “As obras fazem parte de uma intervenção urbana que irá mudar a configuração da avenida Carvalho Araújo”.

Trata-se de uma intervenção realizada no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU) do município de Vila Real. Relativamente à avenida em questão, determina-se no PEDU que “esta requalificação visa aumentar o modo pedonal como principal modo de deslocação, reforçando a atratividade comercial nas zonas intervencionadas para a instalação de comércio e serviços, aumento potencial das condições de saúde dos utilizadores, reforço da utilização dos Transportes de Passageiros Urbanos, diminuição do ruído ao longo daqueles arruamentos e melhoria da qualidade de vida dos utentes, moradores e trabalhadores naquelas zonas”.

Projeto de reabilitação da Avenida Carvalho Araújo

Quanto ao suposto comunicado do vereador Carlos Silva, segundo o qual a intervenção terá sido efetuada para dar uma maior destaque à estátua de Carvalho Araújo, a mesma fonte oficial da CMVR garante: “Não existe qualquer comunicado do Município ou do vereador Carlos Silva a afirmar tal coisa“.

Mais, sublinha que o vereador Carlos Silva não tem o pelouro da gestão e manutenção dos equipamentos e infraestruturas, ao contrário do que é indicado em algumas das publicações em causa. Na página institucional do Executivo Municipal, porém, esse pelouro está mesmo atribuído ao vereador Carlos Silva – neste caso é a fonte oficial da CMVR que está a difundir uma falsidade.

O Polígrafo entrou depois em contacto com o vereador em causa. “Escrevi isso num comentário na minha página de Facebook, em resposta a uma amiga. Quando me referi à ‘intervenção’ não falava do abate das árvores, mas sim da requalificação da avenida“, explicou Carlos Silva.

Eis a transcrição integral dessa parte específica do comentário: “E as árvores!? Pois, sabemos todos as vantagens das árvores particularmente em espaço urbano, razão porque vai ser mantido mais do que aquele que será removido. Não poderá ser o mesmo, porque desadequado ao espaço em apreço. Desadequado pelas suas características e desenvolvimento que ofuscam toda a dinâmica da nossa avenida, não permitindo já o usufruto das características da avenida. Elas escondem o nosso herói que queremos destacar e evidenciar. Elas escondem o pouco património arquitectónico histórico da avenida. Irão assim ser colocadas novas árvores, com um posicionamento, características e desenvolvimento diferente, que não obstaculizem a fruição estética da nossa bela avenida, continuando a proporcionar a amenidade característica do arvoredo urbano, em particular naquele espaço público”.

Em suma, o abate das árvores foi efetuado e confirma-se que o vereador Carlos Silva – num comentário no Facebook e não através de um comunicado oficial – sublinhou que “elas [as árvores] escondem o nosso herói [Carvalho Araújo] que queremos destacar e evidenciar”. Mas essa frase está inserida num determinado contexto, referindo-se a uma intervenção mais ampla de requalificação da avenida e ressalvando que vão ser “colocadas novas árvores”.

Não obstante, consideramos que a interpretação da frase em questão não é descabida nem enganadora, optando pela classificação intermédia de “Impreciso“. Concluir que as árvores da principal avenida de Vila Real foram todas abatidas por causa de uma estátua é uma extrapolação dos factos apurados. Contudo, aquela frase do vereador sugere que esse terá sido não o motivo, mas pelo menos um dos motivos da intervenção urbana.

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Fact checks mais recentes