“Portugal, fevereiro de 2024. Se não fosse tão triste, até poderia dar para rir.” Assim se introduz uma publicação no Facebook, datada de 3 de fevereiro, apresentando o que seria um anúncio, publicado na plataforma "Imovirtual".

De acordo com a informação visível nas imagens, propunha o arrendamento de uma “casa em garagem” de 150 metros quadrados de área útil por 500 euros, na localidade de Lourel, concelho de Sintra. 

Pelas imagens parece que o espaço consistiria numa garagem – a “parte de baixo” da casa do autor do alegado anúncio, segundo se pode ler na descrição do mesmo – que o inquilino poderia converter num “apartamento T3 ou T2”, com as “obras” a ficarem “a cargo do arrendatário”.

Por esse mesmo motivo, “o valor de renda mensal” seria de “500 euros por mês”, apenas “durante 3 anos”. Ou seja, findo esse prazo, o montante a pagar passaria “para 1.000 euros por mês durante 2 anos” – ou seja, o período restante do contrato.

Estamos perante um anúncio real? E atual ou recente?

O anúncio em causa já não está disponível na "Imovirtual".

No entanto, contactada pelo Polígrafo, fonte oficial da referida plataforma imobiliária confirmou “que o anúncio é verídico” e que “esteve efetivamente publicado no Imovirtual com o 'ID 18049028', pela primeira vez à data de 2024-02-02 pelas 12:41:36”.

Segundo revelou a mesma fonte, o “anúncio foi originalmente colocado no 'OLX'”. Porém, como “os anúncios colocados no portal 'OLX', na categoria 'Imóveis', poderão ser exportados pelo mesmo para o 'Imovirtual'”, no contexto “da parceria entre ambos os portais”, acabou por ser igualmente exibido nesta plataforma.

Tal como tinha já sido constatado por alguns utilizadores do Facebook, em comentários à publicação que expôs este caso, o “anúncio ficou inativo na plataforma original”, acabando por ter “sido removido após atualização”.

____________________________

Avaliação do Polígrafo:

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.