O primeiro jornal português
de Fact-Checking

António Costa “foi à Índia convidar o povo indiano para vir viver em Portugal”?

Política
O que está em causa?
Supostas declarações proferidas pelo Primeiro-Ministro, no decorrer de uma visita oficial à Índia em 2017, viralizaram nas redes sociais. Estão a ser difundidas como prova de que Costa "foi à Índia convidar o povo indiano para vir viver em Portugal". Verificação de factos.

Do Instagram ao Facebook e outras redes sociais, o clip de vídeo partilhado viralmente mostra uma aparente reportagem televisiva sobre uma visita oficial à Índia do Primeiro-Ministro de Portugal, António Costa, com destaque para um discurso perante “milhares de indianos” que se juntaram na cidade de Bangalore, “numa convenção” para assinalar o “Dia do Expatriado”.

Segundo a reportagem foi um “momento de festa” em que se celebrou também “a memória do regresso de [Mahatma] Gandhi à Índia, após duas décadas a viver na África do Sul”. Momento esse que o chefe do Governo português aproveitou “para assegurar que Portugal é um país de fronteiras abertas“, destacou a repórter.

De seguida ouve-se um excerto de uma declaração proferida por Costa no âmbito desse evento: “Eu sei que vocês estão a tentar encontrar, por todo o mundo, os melhores lugares, para viver e para desenvolver a vossa atividade. O que posso assegurar-vos é que Portugal é um país aberto que irá receber-vos de braços abertos caso vocês considerem que é uma localização para investimento, para trabalhar, para estudar ou, simplesmente, para viver.”

Pode assim concluir-se que Costa “foi à Índia convidar o povo indiano para vir viver em Portugal”?

As declarações que se ouvem no vídeo foram realmente proferidas por Costa em 2017, na Índia, mas estão a ser apresentadas de forma descontextualizada.

De acordo com um comunicado publicado a 8 de janeiro de 2017 no site do Governo de Portugal, o discurso ocorreu “na sessão de abertura da convenção mundial da diáspora indiana, que reuniu milhares de representantes das comunidades indianas expatriadas, em Bangalore, capital do Estado de Carnataca”. Por essa altura, Costa realizava uma visita oficial de seis dias à Índia, entre 6 e 12 de janeiro, a convite do Primeiro-Ministro daquele país, Narendra Modi, acompanhado por outros ministros do Governo português.

Após as referidas declarações, Costa prosseguiu o discurso afirmando (citado pelo jornal “Público”) que “Portugal tem uma longa tradição de abertura ao investimento direto estrangeiro e o Governo português está em permanente ação para criar um melhor ambiente de negócios, colocando o investimento no centro da sua estratégia”.

Mais, disse esperar que a “dinâmica da diáspora indiana contribua para estreitar os laços entre Portugal e Índia, favorecendo o desenvolvimento das duas nações”.

Foi um discurso essencialmente centrado no desenvolvimento das relações económicas entre os dois países, ao contrário do que se sugere nas publicações do vídeo sob análise.

_____________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Fact checks mais recentes