Pesquisando o endereço - @Costa_Primeiro - da suposta página do primeiro-ministro António Costa no Twitter, verificamos que não se trata da página oficial, mas sim de uma página satírica que foi suspensa em 2016.

Ou seja, o tweet até pode ter existido, mas não foi da autoria do verdadeiro António Costa, cuja página oficial no Twitter tem outro endereço - @antoniocostapm. As recentes publicações com a imagem em causa são portanto falsas.

No que respeita ao evocado "aumento de 60 cêntimos nas pensões", interpretado como sendo verdadeiro e atual por muitos utilizadores do Facebook que comentaram nas publicações (detectadas pelo Polígrafo nos últimos dias), importa esclarecer que, em janeiro de 2020, as pensões até 877,60 euros (duas vezes o IAS) subiram 0,7%, enquanto as pensões entre os 877,60 euros e os 2.632,80 euros (seis vezes o IAS) subiram 0,24%. Quanto às pensões superiores a 2.632,80 euros, ficaram praticamente estagnadas, mais ou menos ao nível da inflação registada em 2019.

Ao que acresce o aumento extraordinário entre seis e 10 euros das pensões de reforma mais baixas, inscrito no Orçamento do Estado para 2020 (OE2020) e que começou a ser pago em maio de 2020. Esta medida abrange cerca de 1,9 milhões de pensionistas.

Prevista no OE2020, esta atualização extraordinária das pensões vai traduzir-se num aumento de 10 euros para os 1,3 milhões de pensionistas com pensões de valor até 1,5 IAS (ou seja, até 658,20 euros), e de seis euros para os cerca de 600 mil reformados que recebam, pelo menos, uma pensão cujo montante fixado tenha sido atualizado no período entre 2011 e 2015, segundo noticiou a Agência Lusa no dia 8 de maio.

"Este é o quarto ano em que as pensões de valor mais baixo têm um aumento extraordinário e que visa compensar os pensionistas com pensões de valor mais baixo e que não tiveram qualquer atualização nas reformas entre 2011 e 2015", salienta-se na mesma notícia.  Em 2017 e 2018, as pensões tiveram um aumento extraordinário pago a partir de agosto e, no ano passado, a medida entrou em vigor em janeiro. Este ano, o OE2020 determinou que o pagamento fosse feito no mês seguinte ao da entrada em vigor do Orçamento do Estado. Este aumento até seis e 10 euros incorpora o valor que resultou da atualização das pensões em linha com o previsto na lei e que foi efetuado no início deste ano".

_______________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebookeste conteúdo é:

Falso: as principais alegações dos conteúdos são factualmente imprecisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Falso" ou "Maioritariamente Falso" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafoeste conteúdo é:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Falso
International Fact-Checking Network