Um jantar-comício com centenas de pessoas, algumas até sem máscara, logo no mesmo fim-de-semana do tão criticado XXI Congresso do PCP. A acusação ao Chega e a André Ventura surge em várias páginas nas redes sociais.

A indignação nestas publicações é acompanhada por um vídeo de pouco mais de dois minutos que retrata os passos do líder do Chega desde a entrada no recinto até à mesa principal do jantar. Em alguns momentos da filmagem podem ver-se, de facto, pessoas sem máscara.

Para adensar as dúvidas, o Chega marcou, já em novembro, a reunião do seu Conselho Nacional para o dia 29 do mesmo mês, em Sintra.

Uma observação mais atenta do referido vídeo permite perceber, através do cartaz gigante que serve de fundo à sala do evento, que o encontro decorreu em Coimbra. E se for consultada a agenda e meios de divulgação oficiais do Chega (incluindo um outro vídeo), conclui-se que o tal jantar-comício decorreu no sábado, dia 26 de setembro, sem confinamento em vigor.

Tratou-se, então, do primeiro comício de André Ventura como candidato à Presidência da República, uma semana depois de ter sido reeleito no congresso do partido. Ocorreu no "Caves de Coimbra", um centro de negócios com espaço para eventos como aquele que serviu de apoio ao líder do Chega.

O Polígrafo falou com Paula Lourenço, membro da direção do Chega de Coimbra, que confirmou “a realização do jantar-comício com a presença de cerca de 400 pessoas”, em Coimbra, dia 26 de setembro, sem que algum outro tivesse sido efetuado na cidade depois disso.

A dirigente do Chega assegurou que todos os cuidados foram tomados, incluindo o uso de máscara e a adaptação da lotação das mesas “de 12 para sete pessoas”. Cada participante pagou 15 euros para comer, ver o discurso de André Ventura e ouvir alguns fados.

Quanto ao Conselho Nacional, o Chega adiou-o, poucos dias depois de o marcar.

É portanto falso que o Chega tenha promovido um comício com a presença de André Ventura e centenas de militantes no mesmo fim-de-semana em que o PCP realizou o seu Congresso.

________________________________

Avaliação do Polígrafo:

Assina a Pinóquio

Fica a par de todos os fact-checks com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Recebe os nossos alertas

Subscreve as notificações do Polígrafo e recebe todos os nossos fact-checks no momento!

Em nome da verdade

Segue o Polígrafo nas redes sociais. Pesquisa #jornalpoligrafo para encontrares as nossas publicações.
Falso
International Fact-Checking Network