O primeiro jornal português
de Fact-Checking

André Ventura diz que Marina Gonçalves é “a ministra mais jovem de sempre em Portugal”. Confirma-se?

Política
Este artigo tem mais de um ano
O que está em causa?
Num debate sobre habitação, durante a tarde desta quarta-feira, no Parlamento, o líder do Chega acusou o Governo de rodar as cadeiras mas manter os problemas: saiu Pedro Nuno Santos e entrou Marina Gonçalves para a Habitação, aquela que, diz André Ventura, é a "ministra mais jovem de sempre" na política em Portugal. Será assim?

“O debate que nos traz hoje aqui é sobre habitação. E neste dia em que falamos de habitação, devemos deixar claro como água que o país vive uma das maiores crises de habitação da sua história. Mas nesta crise de habitação, o PS traz-nos uma novidade ao debate: diz-nos que tem liderado o debate da habitação. E tem razão. De facto, em incompetência e em propaganda, o PS tem liderado e feito o que pode e não pode para garantir que a habitação é o tema do dia”, começou por dizer André Ventura, na sua primeira intervenção do dia no debate de ontem sobre habitação, na Assembleia da República.

“Do antigo ministro Pedro Nuno Santos, que ia resolver todos os problemas na habitação, já não temos notícia, senão as trapalhadas e mentiras que foram ditas sobre a TAP. Da sua sucessora sabemos apenas ser a mais nova ministra de sempre em Portugal, que veio com as ideias de Pedro Nuno Santos”, criticou o líder do Chega, que esteve perto de acertar no recorde: Marina Gonçalves, 34 anos, é uma das ministras mais novas de sempre da história da política portuguesa, destronada apenas por Jaime Gama.

O professor, ex-Presidente da Assembleia da República e antigo Presidente do Conselho de Administração do Novo Banco dos Açores, estreou-se em 1978, depois de anos como deputado pelo Partido Socialista, no Governo de Mário Soares (uma coligação com o CDS-PP) como Ministro da Administração Interna. Tinha 31 anos.

Entre 1983 e 1985, Jaime Gama assumiu a função de ministro dos Negócios Estrangeiros, já no Governo de Bloco Central de Mário Soares com o PSD, e foi nessa pasta e na Defesa Nacional que se tornou ministro de António Guterres em 1995, onde ficou, acumulando mais tarde com a função de ministro do Estado, até 2002.

Ao Polígrafo, fonte oficial do partido Chega esclareceu a origem da declaração de André Ventura, uma notícia publicada pela revista Visão a 2 de janeiro de 2023, com o título “Marina Gonçalves é a mais jovem ministra da história da política portuguesa“. Apesar disso, no primeiro parágrafo da peça é logo esclarecido que, “aos 34 anos, Marina Gonçalves, a nova ministra da Habitação, já entrou para a história da política portuguesa, depois de bater o recorde de Assunção Cristas”, mas que “Jaime Gama é o mais novo ministro de sempre”. Distinção e nota que não foram feitas por André Ventura, na Assembleia da República, que se refugia na peça mencionada para garantir que não mentiu.

_____________________________

Nota Editorial: Artigo editado às 16h30 de 16 de março para incluir as declarações de fonte oficial do Chega.

_____________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque