O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Análises feitas ao kebab em França determinaram que este era feito à base de “carne de gato”?

Internacional
O que está em causa?
Nas redes sociais, alude-se a alegadas análises realizadas à carne utilizada por donos de restaurantes de kebab em França, dando conta de que, em certos casos, se teria identificado a presença de carne de gato. Porém, a narrativa não passou de uma piada veiculada, a 1 de abril de 2014 (Dia das Mentiras), por um magazine da estação televisiva France 4.
© Shutterstock

Depois de o jornal “Público” avançar, a 26 de junho, com a notícia de que há cuidadores a denunciar raptos depois do desaparecimento de “dezenas de gatos de colónias no Barreiro”, utilizadores das redes sociais garantem que há vários “imigrantes a caçar gatos” para deles se alimentarem depois. “Em França foram feitas análises à carne de kebab e tinha carne de gato”, escreveu, no Instagram, um utilizador da rede social. Mas será verdade?

Não. A 2 de abril de 2014, a revista “Telé-Loisirs” publicou, no seu site, uma notícia onde dá conta daquele que tinha sido o mais recente episódio do magazine televisivo mensal “On n’est plus des pigeons!” (“Já não somos pombos!”, em português), da estação televisiva France 4, partilhado no dia anterior.

Nesse episódio, segundo o artigo citado, “a jornalista Claire Barsacq investigou o lucrativo mercado do kebab e sua composição”, tendo “as análises da carne utilizada pelos donos de restaurantes”, sido “muito surpreendentes”. No decurso da emissão, os jornalistas “queriam analisar a carne utilizada pelos donos de restaurantes para criar a famosa sanduíche” e, entre “três kebabs analisados” no âmbito da missão, “um deles continha carne de gato”.

No entanto, esta não passou de “uma grande piada para o dia 1 de abril” e, portanto, de uma “farsa televisiva” de grande sucesso – que deu origem a um rumor que chegou também, entretanto, a Portugal. Até porque não existem, em meios de comunicação sociais franceses, informações que o contradigam.  

Aliás, na página do programa “On n’est plus des pigeons!” no YouTube, uma publicação datada de março de 2015 – intitulada “Gato no kebab? Uma retrospetiva do nosso Dia das Mentiras de 2014” – confirma essa versão da história: “A nossa piada do dia 1 de abril de 2014 sobre os gatos nas lojas de kebab deixou a Internet em pânico, explicam os ‘pombos’.”

Ou seja, a tese que dá conta de que, em França, “foram feitas análises à carne de kebab” e que a mesma “tinha carne de gato” partiu de uma brincadeira do Dia das Mentiras, que resultou da criatividade de um programa televisivo francês em 2014.

_____________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque