Alfred Hitchcock não ficou propriamente conhecido pelos seus dotes de “curandeiro político”, mas num meme aparentemente resgatado das cinzas que se tornou viral nas redes sociais, garante que tem a cura para o fascismo. Sim, leu bem: a cura para o fascismo.

Falecido em 1980, o realizador terá dito, nas imagens que inspiram o meme, o que se segue: “Eu tenho aqui uma cura para o fascismo. Ela vem em cápsulas. Para melhores resultados, deve ser tomada internamente. Aqui temos um aplicador prático.”

O site de verificação de factos e-farsas investigou as imagens em causa e concluiu que estas foram retiradas de um episódio que integra a série “Alfred Hitchcock Apresenta”, exibida entre 1955 e 1962. Outra conclusão: nada têm que ver com fascismo ou fascistas. Cada programa iniciava com uma pequena introdução protagonizada pelo cineasta, em que este recorria à ironia e ao humor negro para contextualizar a história que se seguiria. No caso das imagens citadas, a introdução antecede o episódioUma Bala para Baldwin”, emitido em 1956, e Hitchcock refere-se não a uma cura para o fascismo, mas a “cura para a insónia” – ou seja, as legendas foram manipuladas.

O que o mestre do suspense diz no clip é literalmente o seguinte: “Boa noite. Espero que me perdoem se parecer demasiado entusiasmado, mas acaba de chegar à minha posse a cura para a insónia. Vem em forma de cápsula. Para melhores resultados deve ser aplicada internamente. Aqui está o prático aplicador: é um dispositivo incrivelmente simples. Um idiota pode operá-lo e, na verdade, muitos o fazem. Estes objetos são muito importantes no conto desta noite.”

O que o mestre do suspense diz no curto clip é literalmente o seguinte: “Boa noite. Espero que me perdoem se parecer demasiado entusiasmado, mas acaba de chegar à minha posse a cura para a insónia.

Não há, em qualquer passagem do vídeo, nenhuma referência ao fascismo. O episódio conta a história de um funcionário que, depois de ter sido despedido, decide matar a tiro o seu patrão. No entanto, no dia seguinte o funcionário descobre que o este continua vivo e sem qualquer memória do incidente.

Porém, apesar de ter sido descontextualizado, este meme tem uma base verdadeira: durante a II Guerra Mundial, Alfred Hitchcock foi responsável pela produção de propaganda antinazi e antifascista. Em 1993, quase cinquenta anos depois do fim da guerra e treze anos depois da morte do cineasta, foram publicados dois filmes propagandísticos por si realizados: “Bon Voyage” e “Aventure Malgache”.

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Falso