"Os sinais do descalabro desta governação já são mais do que evidentes que nem os profissionais da comunicação conseguem ocultar", destaca-se no longo título da publicação, com origem na página "Direita Política". Segue-se um texto claramente subjetivo e opinativo. "Sempre dissemos que quando este desgoverno aldrabão e manipulador com o Costa Poucochinho que mentiu e aldrabou ao longo de toda a sua vida política, que mais tarde ou cedo iríamos receber a factura. Preparem-se pois o buraco continua a afundar", começa por alertar.

"A máquina da propaganda parece ser eficaz neste país com tanta gente ignorante e/ou desinteressada da política. Grande parte das pessoas ainda não percebeu o que é e ao que conduz o socialismo. Como é possível?! Em vez de quererem acabar com a pobreza, a palavra de ordem é acabar com os ricos. É absurdo! Sem criação de valor/riqueza não se pode viver bem. E nos países comunistas existe o capitalismo de estado, beneficiando apenas os comissários, os funcionários, como na China. Enquanto a população portuguesa não for verdadeiramente escolarizada, informada e esclarecida, a situação não mudará", prossegue.

"Aí vamos nós outra vez alegremente a caminho de bater na parede. E levados pelos mesmos, os do PS, não é por acaso que metade do governo do Sócrates está neste governo. Mas desta vez o PS tem cúmplices, o PCP e o BE também fazem parte da pandilha da geringonça e não podem sacudir a água do capote. O diabo não vem, pois não? Está claro que vem e está mesmo aí à porta", conclui. No final da publicação surge uma tabela (imagem de cima) na qual Portugal está na penúltima posição entre os países da União Europeia com maior crescimento económico em 2018, superando apenas a Grécia.

A publicação em causa, partilhada por milhares de pessoas nas redes sociais, nega (de forma implícita) que Portugal esteja a crescer acima da média europeia. Verdade ou falsidade?

De acordo com os dados oficiais disponíveis (compilados na Pordata), a taxa média de crescimento real do Produto Interno Bruto (PIB) na União Europeia foi de mais 2% em 2016, mais 2,4% em 2017 e mais 1,9% em 2018. Nesses mesmos anos, a taxa de crescimento real do PIB em Portugal foi de mais 1,9%, mais 2,8% e mais 2,1%. Ou seja, a economia portuguesa cresceu abaixo da média da União Europeia em 2016, mas cresceu acima da média em 2017 e 2018. A publicação em análise aponta para 2019, mas trata-se de estimativas, pelo que não faz sentido antecipar esse exercício sem dados consistentes.

Em suma, a publicação em análise manipula os dados (apresenta apenas a primeira metade da tabela, sendo que a penúltima posição de Portugal é, na realidade, a 17ª em 28 Estados-membros da União Europeia) para difundir a ideia (falsa) de que Portugal não está, afinal, a crescer acima da média europeia, ao contrário do que vários governantes têm dito nos últimos meses.

Avaliação do Polígrafo:

Siga-nos na sua rede favorita.
Falso
International Fact-Checking Network