A publicação original é de 19 de fevereiro de 2018, na página "Direita Política", mas o respetivo meme voltou a circular nas redes sociais ao longo dos últimos dias, tornando-se viral. Baseia-se na imagem do empresário Joe Berardo e lança a seguinte denúncia, na forma de pergunta retórica: "Sabiam que a Caixa emprestou mil milhões de euros ao falido Joe Berardo?"

É verdade que a Caixa Geral de Depósitos "emprestou mil milhões de euros" a Joe Berardo? Verificação de factos, a pedido de vários leitores do Polígrafo.

De acordo com o relatório de auditoria da EY às contas da Caixa Geral de Depósitos, a Fundação Berardo (detida por Joe Berardo) destaca-se na lista de financiamentos com maiores perdas. No final de 2015, a Caixa Geral de Depósitos tinha uma exposição de cerca de 268 milhões de euros relativamente a um crédito concedido à Fundação Berardo, tendo assumido então uma imparidade de cerca de 124 milhões de euros (46,5% do total da dívida).

Além da Fundação Berardo, o empresário Joe Berardo está associado a outro crédito incluído na lista de maiores perdas da Caixa Geral de Depósitos (compilada no relatório da EY), através da Holding Metalgest. No final de 2015, o empréstimo à Holding Metalgest tinha uma exposição de 53 milhões de euros para o banco público e imparidade assumida de 28 milhões de euros (53% do total da dívida).

Estes empréstimos foram concedidos a Joe Berardo em meados de 2007 e visaram a aquisição de ações do Banco Comercial Português. Mais, a Caixa Geral de Depósitos aceitou como garantia dos créditos as próprias ações do Banco Comercial Português que foram adquiridas através desses mesmos créditos. Importa salientar que o relatório de auditoria da EY reporta ao final de 2015, pelo que não se conhecem eventuais desenvolvimentos nos processos destes créditos.

Ora, tendo em conta os dados conhecidos, pode concluir-se que Berardo (ou mais precisamente, a Fundação Berardo) tem uma dívida de 280 milhões de euros à Caixa Geral de Depósitos. Acrescentando o valor do outro crédito, perfaz um valor global de 333 milhões de euros, com imparidades já assumidas de 152 milhões de euros.

Menos de um terço, portanto, dos mil milhões de euros invocados no meme em análise da página "Direita Política".

Avaliação do Polígrafo:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Falso