Nos últimos dias circulou com insistência no Brasil via WhatsApp uma informação segundo a qual o Departamento de Justiça dos Estados Unidos descobriu que Lula da Silva e Dilma Roussef, ambos  ex-presidentes do Brasil, estariam envolvidos em casos de corrupção - o que é falso.

A origem do rumor data de 2016, quando o site Imprensa Viva  publicou uma imagem fabricada que garantia que a dupla do Partido dos Trabalhadores  estaria em problemas com a justiça americana. Há dois anos, a informação foi checada por dois sites brasileiros de fact-checking e concluiu-se ser falsa, mas recentemente o Aos Fatos, um dos sites de fact-checking de referência no Brasil, em resposta a leitores que solicitaram via WhatsApp nova verificação da informação, concluiu que nunca houve sequer mandados de prisão contra Lula e Dilma.

lula da silva

Segundo a verificação do Aos Fatos, o texto disseminado na corrente do WhatsApp distorce e falseia informações de uma investigação do Departamento de Justiça norte-americano em 2016 acerca dos esquemas de corrupção da Odebrecht e da Braskem, em particular no Brasil, nos EUA e noutros países em que atuavam. Entre as irregularidades encontradas, os investigadores americanos descobriram pagamentos de subornos de 599 milhões de dólares a políticos e funcionários de companhias públicas brasileiras por parte das duas empresas.

Face ao exposto, dizer que Lula ou Dilma estiveram na mira da justiça americana é...

Pimenta na Língua