"Para quem diz que carros elétricos é o futuro aqui fica um orçamento para troca das baterias" foi esta a legenda que acompanhou uma fotografia de um suposto orçamento da Nissan relativamente à troca de baterias do modelo Leaf Acenta. A publicação foi largamente partilhada no início deste mês nas redes sociais.

Segundo o orçamento, o valor unitário da bateria seria de 19 mil euros. No valor final, acrescidas a mão de obra e o IVA, o preço rondava já os 25 mil euros.

Vários utilizadores, tanto no Facebook como no Twitter, tentaram averiguar a veracidade destas informações com a Nissan. Na altura, a marca terá respondido através de um comentário no Facebook que o "preço de uma bateria de 30 KhW ronda atualmente os 6.000 + IVA", pedindo que a pessoa lesada entrasse em contacto com a Nissan. Segundo os utilizadores do Twitter, a marca de automóveis terá removido o comentário.

Será então verdade que a Nissan cobrou mais de 25 mil euros por substituição de bateria num automóvel elétrico? Verificação de factos.

Na altura da polémica, o Polígrafo tentou contactar a Nissan para verificar a autenticidade do orçamento e o preço das baterias, embora sem sucesso. Contudo, acabou por surgir um outro caso, desta vez confirmado pela marca.

Segundo uma reportagem realizada pela SIC Notícias, o preço das baterias para o modelo da Nissan Leaf Acenta sofreu um aumento de preço de 5 mil para 30 mil euros. A informação foi confirmada pelo diretor de pós-venda da Nissan Portugal, que explicou o porquê: "Nos últimos meses houve um agravamento significativo dos fatores externos e a marca não conseguiu amortecer todos esses fatores e teve de aumentar o preço das baterias para os valores que são conhecidos no mercado", concluiu.

q

Posteriormente, a marca emitiu uma nota à imprensa a informar que "caso exista a necessidade extraordinária de substituição integral da bateria fora da garantia, o preço fixado pela Nissan a partir de dia 4 de Novembro de 2019, é de 7.000 euros + custos de instalação (+ IVA)".

Em suma, a marca pediu de facto mais de 25 mil euros pela substituição de uma bateria, o que faz com que a informação propagada nas redes sociais seja fiel à realidade dos factos.

***

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebookeste conteúdo é:

Verdadeiro: as principais alegações do conteúdo são factualmente precisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “verdadeiro” ou “maioritariamente verdadeiro” nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafoeste conteúdo é:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro