• Uma notícia da TVI provocou uma fuga aos depósitos do Banif no valor de 890 milhões de euros?

Às 22h18 do dia 13 de dezembro, a TVI deu uma notícia de última hora. Tema: Banif. “A TVI apurou que está preparado o fecho do banco; a parte boa vai para a CGD; vai haver perdas para os acionistas e depositantes acima dos 100 mil euros e muitos despedimentos”.

Posteriormente actualizada ao longo da noite, a notícia lançou o pânico entre os depositantes do Banif. Na semana seguinte, seriam levantados 890 milhões de euros do banco, que entrou em ruptura de liquidez. Passados apenas sete dias, em 20 de Dezembro de 2015, o Governo e o Banco de Portugal anunciaram a resolução do banco, com a venda de parte da actividade bancária ao Santander Totta, por 150 milhões de euros, um valor baixo, em parte causado pela desvalorização que o Banif sofrera durante essa semana.

Avaliação do Polígrafo: Verdadeiro

tvi
Os memes sobre o caso acumulam-se na internet
  • Foi a notícia da TVI que provocou a falência do Banif?

Não seria justo nem correcto afirmá-lo. O relatório da comissão de inquérito sobre o Banif é claro sobre esse assunto: “Seria absolutamente excessivo dizer que [a notícia] determinou o futuro do Banif.”  A verdade é que o banco estava num estado de pré-calamidade.

Um dia antes da notícia, a situação do Banif já era tão grave que o Banco de Portugal escreveu ao ministro das Finanças, Mário Centeno, a informá-lo de que estava a ganhar força a possibilidade de ser retirada a autorização para o Banif prosseguir a atividade bancária. Isso levaria à liquidação do banco. Frisa o relatório que era o próprio Banif que “assinalava que o banco acumulava 3.345 milhões de euros de crédito mal parado e imobiliário, o que correspondia a 27% do ativo total”. A notícia da TVI só veio acelerar o processo.

Avaliação do Polígrafo SIC: Falso

TVI
Há quem defenda que a TVI, com a divulgação da notícia, quis beneficiar o Banco Santander, seu acionista. Nada disso foi provado
  • A falência do Banif foi paga pelos bolsos dos contribuintes?

O Estado e os contribuintes tiveram de pagar um preço muito elevado: e Estado teve de injectar 2.255 milhões de euros no Banif, SA após a resolução do banco. Para autorizar a despesa foi necessário aprovar um Orçamento Rectificativo – que passou com a ajuda do PSD – que elevou o défice para 4,4% do PIB em 2015.

Avaliação do Polígrafo: Verdadeiro

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
International Fact-Checking Network