A verdade sobre a proposta da Cidade Desportiva da Amadora

Na sequência de uma notícia publicada na edição televisiva e on-line do jornal Polígrafo, de dia 24 de maio, de 2021, e transmitido na SIC generalista, relacionada comigo e com o suposto facto de que estaria a apresentar uma proposta defendida pela CDU, venho exercer o direito de resposta e de retificação, nos termos da lei nº 2/99 de 13 de Janeiro, artigos 24.º e 25.º e 26.º.

Reconhecemos o contributo histórico do PCP para a criação do concelho da Amadora, e para a sua elevação à categoria de cidade. Nada nem ninguém poderá apagar o seu contributo para a história da Amadora.

E apesar de não concordarmos com as políticas por si aplicadas ao longo de 18 anos, a nosso ver responsáveis por parte da degradação territorial e social que existe no nosso concelho, respeitamos a CDU como importante ator no debate político da nossa Cidade.

Mas, no entanto, a CDU – em verdadeiro estado de aflição – resolveu trair a verdade reclamando para sim a paternidade de uma proposta política que é subscrita pela maioria das forças políticas que se opõem à gestão autárquica do PS, e sobretudo pela maioria da população da Amadora, e dos adeptos estrelistas: salvar o Estádio José Gomes da sua venda em hasta pública e edificar a futura Cidade Desportiva.

Importa, pois, esclarecer:

  1. Ainda em 2005, quando o Estrela da Amadora, se estava a tentar debater pela sua sobrevivência, e com dificuldades críticas, o PSD propôs (em coordenação com a Direção do clube de então) a rentabilização dos terrenos da Reboleira a favor dos clubes e instituições desportivas, e edificação de uma nova Cidade Desportiva na futura nova centralidade da Falagueira/Venda Nova, coeva da chegada do metro à Falagueira. A venda dos terrenos, naquela data, era uma das possibilidades para salvar o Estrela. Outra solução à data, e que esteve em cima da mesa, foi a da unificação do Estrela, da Académica e do CNA, porque os 3 clubes naquela época já passavam por grandes dificuldades;
  2. Infelizmente, não se tendo logrado evitar a insolvência do Estrela, decretada em 29 de Setembro de 2009, a realidade passou a ser a atual, que todos os amadorenses conhecem;
  3. Importa relembrar a CDU, que esta situação de falência do desporto no concelho também é da sua responsabilidade, porquanto altos dirigentes locais do PCP da Amadora assumiram responsabilidades na gestão danosa do Estrela, nomeadamente no departamento de futebol profissional (designadamente António Marques Pedrosa, antigo presidente-adjunto de José Maria Salvado e de Fernando António Reis Pombo). A gestão autárquica do PCP (ocorrida entre 11 de Setembro de 1979 e Janeiro de 1998) foi ainda responsável pelo enorme fracasso da construção inútil de um estádio municipal no Monte da Galega, que não tem condições técnicas para poder ser utilizado para provas oficiais, pelo simples facto de a zona ser de ventos fortes;
  4. Desde que foi decretada judicialmente a insolvência do Estrela, o PSD e o CDS sempre defenderam a edificação da Cidade Desportiva da Reboleira, pugnando sempre pela não alteração do PDM na zona;
  5. A proposta da edificação da Cidade Desportiva na Reboleira foi apresentada pelo PSD/CDS nas suas candidaturas de 2013 e 2017, protagonizadas pelo deputado Carlos Silva;
  6. Existe inclusivamente um historial de intervenção do PSD e do CDS nos órgãos da autarquia (Câmara Municipal e Assembleia Municipal e Assembleias de Freguesia) que o comprovam: Em 27 de Janeiro de 2018 o CDS apresentou uma proposta de Recomendação na Assembleia municipal da Amadora sobre este assunto; Em 8 de Agosto de 2019 o CDS emitiu declaração pública em defesa da aquisição e reabilitação do Estádio José Gomes pelo Município da Amadora e apresentou formalmente um pedido de informação escrito à atual Presidente da Câmara Municipal da Amadora, que sempre se recusou intervir para salvar o Estádio José Gomes; Em 10 de Agosto de 2019 a JSD lançou uma petição pública a exigir a salvação do Estádio José Gomes.
  7.  A desonestidade intelectual da CDU é gritante pois ainda em Fevereiro do ano passado subscreveu ao NOSSO LADO uma Recomendação na Assembleia Municipal da Amadora a propor a Cidade Desportiva na Reboleira!

Não existem direitos de autor em matéria de propostas políticas. Existem propostas, boas ou não, impactantes ou não.

E esta é uma boa proposta. Uma excelente proposta para a Amadora.

Desafiamos assim a CDU a juntar-se a este grande movimento para salvar o Estádio José Gomes da sua venda em hasta pública e edificar a futura Cidade Desportiva.

Amadora, 21 de Maio de 2021

Siga-nos na sua rede favorita.
International Fact-Checking Network